Domingo, 17 de Outubro de 2021
24°

Poucas nuvens

Terra Santa - PA

Saúde Imunização

Profissionais do Hospital Regional do Sudeste do Pará recebem dose de reforço da vacina contra a Covid-19

A ação visa ampliar a resposta imune dos profissionais contra o vírus.

06/10/2021 às 13h05 Atualizada em 06/10/2021 às 13h13
Por: Redação Fonte: Ascom Pró-Saúde
Compartilhe:
Ascom Pró-Saúde
Ascom Pró-Saúde

Os colaboradores e prestadores de serviços que atuam no Hospital Regional do Sudeste do Pará Dr. Geraldo Veloso (HRSP), em Marabá, começaram a receber nesta terça-feira (5), a dose de reforço da vacina contra a Covid-19. A ação visa ampliar a resposta imune dos profissionais contra o vírus.

Nessa nova etapa de vacinação, que será realizada até esta quarta-feira (6), está sendo aplicada a vacina da Pfizer em cerca de 150 profissionais que tomaram a 2° dose do imunizante há pelo menos seis meses.

Wesleana Coelho, coordenadora do Serviço de Atendimento ao Usuário do HRSP, foi uma das contempladas com a terceira dose da vacina na unidade.

"É uma segurança a mais para nós colaboradores, que atuamos diretamente com os pacientes. Fiquei muito feliz por receber essa dose adicional, espero que todos em breve também sejam imunizados", declarou.

De acordo com Odaires Holanda, enfermeira do trabalho responsável pela vacinação no HRSP, a unidade, que pertence ao Governo do Pará e é gerenciada pela Pró-Saúde, está seguindo todas as recomendações preconizadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

"Nesse primeiro momento estão recebendo a dose adicional contra a Covid-19 apenas os colaboradores que foram vacinados nos meses de fevereiro e março. Nossa meta é que, até o final do ano, todos estejam vacinados com as três doses", ressaltou.

Referência

O Regional do Sudeste do Pará foi referência durante um ano e meio, no combate aos casos mais graves do novo coronavírus na região. Em março de 2020, a instituição instalou leitos exclusivos para tratamento da doença, chegando a contar com até 54 leitos, entre Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e enfermaria.

Até setembro deste ano, quando os leitos foram desativados, a unidade atendeu 981 pacientes.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias